A PESSOA COM AVC EM PROCESSO DE REABILITAÇÃO: GANHOS COM A INTERVENÇÃO DOS ENFERMEIROS DE REABILITAÇÃO
PDF
HTML

Palavras-chave

acidente vascular cerebral
reabilitação
autocuidado
ganhos em saúde
enfermagem

Categorias

Como Citar

1.
Santos J, Martins M, Campos C. A PESSOA COM AVC EM PROCESSO DE REABILITAÇÃO: GANHOS COM A INTERVENÇÃO DOS ENFERMEIROS DE REABILITAÇÃO. Rev Port Enf Reab [Internet]. 15 de Dezembro de 2020 [citado 23 de Junho de 2021];3(2):36-43. Disponível em: http://rper.aper.pt/index.php/rper/article/view/62

Citações

Dimensions

Resumo

Introdução: As Doenças Cérebro Vasculares constituem uma das principais causas de morte e de morbilidade em Portugal, causando incapacidade e invalidez.

Objetivo: Analisar os ganhos em saúde de um doente com AVC após implementação de um Programa de Reabilitação.

Método: Estudo de caso de um doente que sofreu um AVC, de natureza descritiva, num serviço de internamento de um Hospital do Norte Litoral do país, durante 30 dias.

Resultados: Após implementação do Programa de Reabilitação verificou-se uma melhoria no equilíbrio corporal, força muscular, capacidade para o autocuidado e deglutição e diminuição do risco de queda.

Conclusão: A intervenção do Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Reabilitação traz ganhos na recuperação funcional do doente com AVC, contribuindo para a sua autonomia nas atividades de vida diária.

https://doi.org/10.33194/rper.2020.v3.n2.6.5799
PDF
HTML

Referências

Assembleia da República. Regulamento das Competências Comuns do Enfermeiro Especialista, nº 140/2019, D.R. II Série, Nº 26. Lisboa: 2019 [citado em 20 julho 2020]. Disponível na Internet: https://www.ordemenfermeiros.pt/media/10778/0474404750.pdf

Ascenção S. Da Qualidade dos Cuidados de Enfermagem à Satisfação das Necessidades do Utente. Porto: 2010 [citado em 20 julho 2020]. Disponível na Internet: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/26626/2/Helena%20Asceno%202010%20Dissertao%20de%20Mestrado%20em%20Cincias%20de%20Enfermagem%20%20Da%20qualidade%20dos%20cuidados%20%20satisfao%20das%20neces1.pdf?links=false

Roldão L, Conceição F. O Treino de Marcha na Promoção do Autocuidado na Reabilitação da Pessoa com AVC: Revisão Sistemática da Literatura. Projetar Enfermagem – Revista Científica de Enfermagem [revista em linha]. 2019 [citado em 20 julho 2020]; 1: 63-74. Disponível na Internet: https://projetarenfermagem.pt/wp-content/uploads/2019/02/Projetar-Enfermagem-n1-2.pdf

Direção-Geral da Saúde. Programa Nacional para as Doenças Cérebro-Cardiovasculares. Lisboa: Direção-Geral da Saúde; 2017 [citado em 20 julho 2020]. Disponível na Internet: https://www.dgs.pt/portal-da-estatistica-da-saude/diretorio-de-informacao/diretorio-de-informacao/por-serie-882061-pdf.aspx?v=%3d%3dDwAAAB%2bLCAAAAAAABAArySzItzVUy81MsTU1MDAFAHzFEfkPAAAA

Organização Mundial da Saúde. Manual STEPS de Acidentes Vascular Cerebrais da OMS: enfoque passo a passo para a vigilância de acidentes vascular cerebrais. Genebra: Organização Mundial da Saúde [citado em 21 julho 2020]. Disponível na Internet: https://www.paho.org/hq/dmdocuments/2009/manualpo.pdf

Boumer TC, Firmino TC, Devetak GF, et al. Efeitos do Treino de Marcha com Suporte Parcial de Peso Corporal Associado a Fisioterapia Convencional sobre o Equilíbrio Funcional e a Independência da Marcha Pós-AVC: Estudo Clínico Randomizado. Revista Inspirar Movimento e Saúde [revista em linha]. 2019 [citado em 21 julho 2020]; 19 (4). Disponível na Internet: https://www.inspirar.com.br/revista/277287/

Margaret Johnstone MCSP. Restauração da Função Motora no Paciente Hemiplégico. 1 ed. São Paulo: Editora Manole LTDA.; 1979.

Silveira, MJ. Intervenção do Enfermeiro Especialista em Reabilitação no Doente com Alterações a Nível da Comunicação e Linguagem, em Particular no Doente que Sofreu AVC. Lisboa: 2013 [citado em 21 julho 2020]. Disponível na Internet: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/16199/1/Relat%c3%b3rio%20%20Est%c3%a1gio%20M%c2%aa%20Jo%c3%a3o.pdf

Yin RK. Pesquisa Estudo de Caso - Desenho e Métodos. 2 ed. Porto Alegre: Bookman; 1994.

Apóstolo J. Instrumentos para Avaliação em Geriatria (Geriatric Instruments). Coimbra: 2012.

Pinto AHVC. Efeitos de um programa de treino combinado de equilíbrio/proprioceção e força muscular no risco de quedas no idoso. Porto: 2018.

Barbosa P, Carvalho L, Cruz S. Escala de Quedas de Morse: Manual de utilização. 1 ed. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto; 2015.

Ordem dos Enfermeiros. Instrumentos de recolha de dados para a documentação dos Cuidados Especializados em Enfermagem de Reabilitação. 2016 [citado em 24 julho 2020]. Disponível na Internet: https://www.ordemenfermeiros.pt/arquivo/colegios/Documents/2017/InstRecolhaDadosDocumentacaoCuidEnfReabilitacao_Final_2017.pdf

Correia T, Sampaio MJ, Almeida R, Garrido C. Paralisia Facial Periférica Diagnóstico, Tratamento e Orientação. Nascer e Crescer [revista em linha]. 2010 [citado em 24 julho 2020]. 19(3): 155-160. Disponível na Internet: http://www.scielo.mec.pt/pdf/nas/v19n3/v19n3a05.pdf

Grilo JNF. Melhoria da eficácia das intervenções do enfermeiro especialista de enfermagem de reabilitação na promoção do autocuidado nos doentes com AVC. Évora: 2018 [citado em 24 julho 2020]. Disponível na Internet: https://dspace.uevora.pt/rdpc/handle/10174/23268

Simões CMAR, Simões JFFL. Avaliação Inicial de Enfermagem em Linguagem CIPE® segundo as Necessidades Humanas Fundamentais. Referência [revista em linha]. 2007 [citado em 24 julho 2020]. 2(4):9-23. Disponível na Internet: http://www.index-f.com/referencia/2007pdf/9-2007-jun.pdf

Roche. Calcule o seu IMC: Índice de Massa Corporal [em linha]. [Consult. 24 julho 2020]. Disponível na Internet: https://www.roche.pt/emagrecer/calculadoras/calcimc.cfm

International Council of Nurses. Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem [em linha] International Council of Nurses; 2019 [atualizado em 2019; Consult. 14 julho 2020]. Disponível na Internet: https://www.icn.ch/what-we-do/projects/ehealth/icnp-browser

Araújo F. Ações Autónomas de Enfermagem: Ganhos em Saúde. Porto: 2008 [citado em 26 julho 2020]. Disponível na Internet: https://bdigital.ufp.pt/bitstream/10284/680/1/TESE.pdf

Alcobia A, Ferreira R, Soares M, Vieira J. Enfermagem de reabilitação a pessoas idosas com andar comprometido. Journal of Aging & Innovation [revista em linha]. 2019 [citado em 30 julho 2020]. 8(2):28-43. Disponível na Internet: https://repositorio.ipbeja.pt/bitstream/20.500.12207/5252/1/Jo%C3%A3o%20Vieira%20-%20Idosos%20com%20Andar%20Comprometido.pdf

Refacho A, Joana S, Magalhães M, Lourenço T, Fernandes B. Efeitos do Treino Orientado para a Tarefa na Marcha, Equilíbrio e Medo de Cair Após Acidente Vascular Cerebral: Estudo de Caso Saúde & Tecnologia: Revista Científica [revista em linha]. 2019 [citado em 30 julho 2020]. 22. Disponível na Internet: https://web.estesl.ipl.pt/ojs/index.php/ST/article/view/2228 22. Figueiredo AR, Alexandre P, Sónia M. Acidente vascular cerebral isquémico vs hemorrágico: taxa de sobrevivência. HIGEIA - Revista Científica da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias [revista em linha]. 2020 [citado em 14 dezembro 2020]; 3(1):35-45. Disponível na Internet: http://revistahigeia.ipcb.pt/artigos_n3/03_Acidente_vascular_cerebral_isquemico_vs_hemorragico_taxa_de_sobrevivencia.pdf

Silva EJA. Reabilitação após o AVC. Porto: 2010 [citado em 14 dezembro 2020]. Disponível na Internet: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/52151/2/Reabilitao%20aps%20o%20AVC.pdf

Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0.

Direitos de Autor (c) 2020 Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação

Downloads

Não há dados estatísticos.
225 visualizações

ISSN: 2184-3023      Identificadores:   Crossref logo   Crossref logo      Revisores:    

Indexado em: