INTERVENÇÃO DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM REABILITAÇÃO NA CAPACITAÇÃO DO CUIDADOR FAMILIAR APÓS AVC: ESTUDO DE CASO
PDF

Descritores

Espasticidade Muscular
Cuidadores
Capacitação
Enfermagem de Reabilitação
Relatos de Casos

Categorias

Como Citar

1.
Raposo P, Relhas L, Pestana H, Mesquita AC, Sousa L. INTERVENÇÃO DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM REABILITAÇÃO NA CAPACITAÇÃO DO CUIDADOR FAMILIAR APÓS AVC: ESTUDO DE CASO . Rev Port Enf Reab [Internet]. 27 de Outubro de 2020 [citado 5 de Dezembro de 2021];3(Sup 1):18-2. Disponível em: http://rper.aper.pt/index.php/rper/article/view/92

Citações

Dimensions

Resumo

Introdução: O acidente vascular cerebral é considerado uma doença crónica com implicações na saúde, funcionalidade e qualidade de vida. É fundamental capacitar a pessoa com acidente vascular cerebral assim como a sua família, melhorando as competências do cuidador familiar.

Objetivo: Avaliar a intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de reabilitação na capacitação do cuidador familiar e na prestação de cuidados a uma pessoa com acidente vascular cerebral.

Metodologia: Estudo de abordagem qualitativa, do tipo estudo de caso, centrado na aplicação do processo de enfermagem, de acordo com a linguagem CIPE®, com recurso ao Padrão Documental dos Cuidados da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação. É apresentado a elaboração de um cartaz informativo do posicionamento em padrão antiespástico e a sua uniformização de conteúdos. Posteriormente, são realizadas sessões educativas com apoio do poster com o cuidador familiar da pessoa alvo dos cuidados com elevada dependência e portadora de espasticidade.

Resultados: Com a implementação do cartaz informativo do posicionamento em padrão antiespástico e de um plano de sessão de formação estruturado e direcionado às necessidades do cuidador verificou-se um aumento da capacidade em executar os diferentes posicionamentos em padrão antiespástico; contacto com produtos de apoio; redução da dor no ombro hemiplégico, prevenção do desenvolvimento da espasticidade e prevenção de úlceras por pressão.

Conclusão: Com a implementação de um cartaz informativo sobre posicionamento em padrão antiespástico foi possível desenvolver no cuidador competências e capacidade na prestação de cuidados à pessoa com acidente vascular cerebral, assim como prevenir complicações que podem pôr em risco o processo de reabilitação.

https://doi.org/10.33194/rper.2020.v3.n1.2.5756
PDF

REFERÊNCIAS

Ministério da Saúde. Retrato da Saúde. Portugal: Autor; 2018. Consultado a 16/4/2019. Disponível em: https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2018/04/RETRATO-DA-SAUDE_2018_compressed.pdf

Programa Nacional Para as Doenças Cérebro-Cardiovasculares. Programa Nacional Para as Doenças Cérebro-Cardiovasculares. Lisboa: Direção-Geral de Saúde; 2017. Consultado a 16/4/2019. Disponível em: https://www.dgs.pt/portal-da-estatistica-da-saude/diretorio-de-informacao/diretorio-de-informacao/por-serie-892489-pdf.aspx?v=11736b14-73e6-4b34-a8e8-d22502108547

Menoita E, Pão-Alvo I, Sousa L, Marques-Vieira C. Reabilitar a Pessoa Idosa com AVC: Contributos para um Envelhecer Resiliente. Loures: Lusociência; 2012

Fernandes AM, Oliveira AK, Nascimento LKS, Pellense MCS, Carvalho GAL, Santana PG. O papel do enfermeiro no cuidado a pacientes acometidos por acidente vascular encefálico. Rev Hum Ser. 2018;3(1).

Marques-Vieira C, Sousa L, Braga R. Reabilitar a Pessoa com Acidente Vascular Cerebral. In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017:465 – 474

Carvalho MRS, Miranda NM, Lustosa VR, Silva BG, Rodrigues VE, de Oliveira FG et al. Cuidados de Enfermagem ao Paciente acometido por Acidente Vascular Cerebral: Revisão Integrativa/Nursing Care for Patients caused by Cerebral Vascular Accidents: Integration Review. Id On-Line Rev Multidiscip Psicol. 2019 Feb 27;13(44):198-207. Disponível em https://doi.org/10.14295/idonline.v13i44.1600

Teixeira PR, Henriques AF, Pereira ALR, Teixeira CSV, Margato D, Sousa, LMM. Instrumentos de Avaliação da Intensidade do Tónus Muscular na Pessoa Após Acidente Vascular Cerebral. Rev Invest Enferm; 2017 Mai; S2 (19): 9-21. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.17/2720

Ribeiro MP, Dultra MP, Toralles RP. Prospecção tecnológica de um equipamento para tratamento da espasticidade. Cad. Prospec. 2015 Out./dez. 15;8(4):656-665 Acessivel em http: http://dx.doi.org/10.9771/s.cprosp.2015.008.082

Kim YH, Jung SJ, Yang EJ, Paik NJ. Clinical and sonographic risk factors for hemiplegic shoulder pain: a longitudinal observational study. J Rehabil Med. 2014 Jan 5;46(1):81-7. Disponível em https://doi.org/10.2340/16501977-1238

Correia S, Lavajo M, Sousa LMM, Oliveira I, Silveira T. Prevenção do ombro doloroso na pessoa adulta após o acidente vascular cerebral: revisão integrativa da literatura. Rev Invest Enferm; 2019 Mai; S2 (27): 9-21

Kwon YH, Kwon JW, Lee NK, Kang KW, Son SM. Prevalence and Determinants of Pain in the Ipsilateral Upper Limb of Stroke Patients. Percept Mot Skills.2014 Dec;119(3):799-810. Disponível em https://doi.org/10.2466/26.29.PMS.119c28z2

Pop T. Subluxation of the shoulder joint in stroke patients and the influence of selected factors on the incidence of instability. Ortop Traumatol Rehabil.. 2013 Jun;15(3):259-67.

Ferreira PR, Fiamenghi-Jr GA. Relações familiares de cuidadores de pessoas com deficiência intelectual profunda. Pensando Fam. 2015 Jun;19(1):130-41.

Santos CA. O papel do enfermeiro de reabilitação na capacitação do cuidador informal nos cuidados domiciliários: revisão da literatura. Mestrado em Enfermagem de Reabilitação. Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Saúde de Viseu; 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.19/5465

Andrade Selma Regina de, Ruoff Andriela Backes, Piccoli Talita, Schmitt Márcia Danieli, Ferreira Alexandra, Xavier Ana Cristina Ammon. O estudo de caso como método de pesquisa em enfermagem: uma revisão integrativa. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2017 [cited 2019 Aug 04] ; 26( 4 ): e5360016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017005360016.

Nunes L. Considerações éticas: a atender nos trabalhos de investigação académica de enfermagem. Setúbal: Departamento de Enfermagem ESS; 2013. (Consultado a 01/05/2019). Disponível em: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/4547/1/consid%20eticas%20na%20investig%20academica%20em%20enfermagem.pdf

Assembleia do Colégio da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação. Padrão Documental dos Cuidados de Enfermagem da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros. 2014. (Consultado a 1/05/2019). Disponível em: https://www.ordemenfermeiros.pt/arquivo/colegios/Documents/2015/MCEER_Assembleia/PadraoDocumental_EER.pdf

Fernandesa CS, Margarethb Â, Martinsc MM. Cuidadores familiares de idosos dependentes: mesmas necessidades, diferentes contextos–uma análise de grupo focal. Geriatr., Gerontol. Aging. [Internet]. 2018[cited 2019 Aug 08];12(1):31-7. Disponível em http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/documentacao_e_divulgacao/doc_biblioteca/bibli_servicos_produtos/bibli_informativo/bibli_inf_2006/GGA_v.12_n.1.06.pdf

Pedro AR, Amaral O, Escoval A. Literacia em saúde, dos dados à ação: tradução, validação e aplicação do European Health Literacy Survey em Portugal. Rev Port Saude publica. [Internet]. 2016 Sep 1[cited 2019 Aug 04];34(3):259-75. Disponível em https://doi.org/10.1016/j.rpsp.2016.07.002

Reis G, Bule, MJ. Capacitação e Atividade de Vida. In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017:57-66.

Petronilho F; Machado M. Teorias de Enfermagem e Autocuidado: Contributos para a Construção do Cuidado de Reabilitação. In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017:3-14.

Martins MM, Martins AC, Martins AR. Reeducação familiar/ social - Reconstrução da vida familiar e social no processo de reabilitação In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017:67-76.

Meleis AI, Sawyer LM, Im EO, Messias DK, Schumacher K. Experiencing transitions: an emerging middle-range theory. Advances in nursing science. 2000 Sep 1;23(1):12-28.

Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0.

Direitos de Autor (c) 2020 Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação

Downloads

Não há dados estatísticos.
647 visualizações

eISSN: 2184-3023 | pISSN: 2184-965X         Identificadores:   Crossref logo   Crossref logo      Revisores:    

Indexado em: