Políticas Editoriais

As nossas políticas editoriais foram baseadas nos Princípios de Transparência e Boas Práticas em Publicações Académicas da COPE: Committee on Publication Ethics. Podem ser consultado em: https://publicationethics.org/files/Principles_of_Transparency_and_Best_Practice_in_Scholarly_Publishingv3.pdf.

 

Processo de avaliação por pares

O processo de revisão é integralmente gerido na plataforma on-line da revista. Este processo é duplamente cego e é garantido o anonimato durante todo o processo de julgamento. Os autores vão sendo informados da fase em que se encontra o seu artigo. As fases do processo são:

- Submissão / Pré-análise

Cada artigo submetido à Revista é inicialmente analisado por um membro da Comissão editorial quanto ao cumprimento das normas estabelecidas nas Instruções aos Autores, sendo devolvido para adequação, em caso de não atendimento às normas.

Se aprovado nessa fase, o artigo é encaminhado para a Editor Chefe ou para Editor Sénior que, com a colaboração Comissão editorial, dará início à avaliação do conteúdo do ponto de vista científico e da contribuição ao desenvolvimento da ciência de Enfermagem.

- Revisão por pares

O artigo é então encaminhado para dois revisores externos, que o analisam com base no Instrumento de Análise e Parecer elaborado especificamente para tal finalidade e opinam sobre o rigor metodológico da abordagem utilizada. Havendo discordância nos pareceres, o artigo é encaminhado a um terceiro revisor. Os pareceres dos revisores são analisados pelo Comissão editorial que, se necessário, indica as alterações a serem efetuadas.

- Publicação

Os trabalhos seguem para publicação somente após a aprovação final dos Editor Chefe e Editor Sénior. Nesta fase será realizado uma avaliação final relativa ao texto, layout e formatação.  Agendamento e preparação do artigo para publicação e atribuição de DOI.

Eventuais conflitos de interesse devem ser esclarecidos.

 

Direitos de Autor e Licenciamento

Todo o conteúdo da revista é propriedade da APER, ficando os direitos autorais reservados à mesma. Os autores ficam autorizados a disponibilizar os seus artigos em repositórios das suas instituições de origem, desde que mencionem sempre onde foram publicados.

Relativamente à utilização por terceiros a RPER rege-se pelos termos da licença Creative Commons “Atribuição – Uso Não-Comercial – Proibição de Realização de Obras Derivadas (cc-by-nc-nd)”. https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt 

É da responsabilidade do autor obter permissão para reproduzir conteúdos de outras publicações.

Todo o material que foi previamente publicado e protegido por direitos autorais, nomeadamente ilustrações, figuras e tabelas, deve ser acompanhado de permissão escrita para reprodução dos detentores dos direitos autorais.

Os autores devem garantir que o trabalho é inédito e está a ser enviado com exclusividade para a Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação. Os autores concordam que, em caso de aceitação do artigo, os direitos autorais a ele referentes passarão a ser propriedade exclusiva da Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação. Esta aceitação deve ser realizada na ato de submissão do artigo.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços fornecidos nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

 

Taxas para os autores

As taxas de submissão e publicação variam de acordo com o facto de um dos autores ser socio da APER:

- Sócio da APER (quotas atualizadas):

Submissão de artigo: 50€

Publicação de artigo, após aprovação: 50€

 

- Não sócio da APER:

Submissão de artigo: 50€

Publicação de artigo, após aprovação: 100€

 

A tomada de decisão sobre os artigos não é influenciada pelo facto dos autores serem, ou não, sócios da APER.

 

Identificação e tratamento de alegações de condutas impróprias

Os artigos submetidos devem ser originais e não devem incluir dados manipulados, plagio, manipulação de citações e falsificação de dados. Caso tenha conhecimento de más condutas relacionadas com algum artigo publicado o editor segue as diretrizes do COPE no tratamento destas suspeitas.

 

Considerações Éticas

A RPER trabalha no sentido de aplicar os Princípios de Transparência e Boas Práticas em Publicações Académicas da COPE: Committee on Publication Ethics, tendo sempre como premissa manter elevados os padrões de publicação de artigos na revista.

Os autores devem garantir que a pesquisa foi conduzida de forma ética e de maneira responsável cumprindo toda a legislação pertinente. Os pesquisadores devem:

- apresentar seus resultados de forma clara, honesta, sem falsificação ou manipulação inadequada de dados;

- esforçar-se para descrever a metodologia utilizada de forma clara e inequívoca para que suas descobertas possam ser confirmadas por outros;

- cumprir os requisitos de publicação sendo um trabalho original, não plagiado e não publicado em outra oublicação;

- assumir a responsabilidade por trabalhos submetidos e publicados;

- refletir com precisão as contribuições dos vários autores para o trabalho;

- fontes de financiamento e conflitos de interesse relevantes devem ser divulgadas.

Estas normas podem ser consultadas em http://publicationethics.org/files/International%20standards_authors_for%20website_11_Nov_2011.pdf.

 

Os editores são responsáveis por tomar decisões justas e imparciais, independentemente de consideração comercial e garantir uma avaliação por pares justa e apropriada;

Adotam e maximizam políticas editoriais que incentivem a transparência e princípios éticos. Protegem a integridade do trabalho publicado emitindo correções e retrações quando necessário, e rejeitam trabalhos suspeitos de suposta conduta imprópria de pesquisa, publicação, revisão ou má conduta editorial.

Estas normas podem ser consultadas em https://publicationethics.org/files/International%20standard_editors_for%20website_11_Nov_2011.pdf.

 

Os revisores desempenham um papel crucial em todo este processo. O processo depende em grande medida da confiança e requer que todos os envolvidos atuem de forma responsável e ética. Em relação às normas dos revisores, adotámos as COPE Ethical Guidelines for Peer Reviewers e que estão disponíveis em http://publicationethics.org/files/Peer%20review%20guidelines.pdf

 

Proteção dos Participantes da Investigação: Consentimento Informado, Direitos Humanos e Animais

A Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação e a Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação apoiam as politicas de proteção dos participantes em investigação do International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE) - http://www.icmje.org/recommendations/browse/roles-and-responsibilities/protection-of-research-participants.html.

Os autores devem assegurar que o estudo que submetem para publicação está em conformidade com os princípios éticos e legais, quer no decurso da investigação quer na publicação, sobretudo com as recomendações da Declaração de Helsínquia revistas em 2013 da Associação Médica Mundial ( https://www.wma.net/policies-post/wma-declaration-of-helsinki-ethical-principles-for-medical-research-involving-human-subjects/ ), do ICMJE ( www.icmje.org ) e do Committee on Publication Ethics (COPE) ( http://publicationethics.org/resources/guidelines ).

No caso de estudos primários, os autores devem demonstrar que a investigação foi aprovada pela comissão de ética das instituições envolvidas e que as recomendações éticas foram seguidas. Esta informação deve constar no texto do artigo e ser submetida cópia do parecer no momento da submissão do manuscrito. A suspeita de má conduta ética em investigação será investigada e denunciada. Não se devem apresentar imagens, nomes, números de processos clínicos ou outros elementos que permitam a identificação dos participantes no estudo. Deve estar claramente explicitado no manuscrito que as normas anteriormente referidas foram seguidas.

Os pacientes têm direito à sua privacidade que não deve ser violada sem recurso ao consentimento informado. As informações de identificação, incluindo nomes, iniciais ou números de hospitais, não devem ser publicadas, fotografias ou outra informação, a menos que sejam essenciais para fins científicos e o paciente (ou responsáveis legais) dê consentimento informado por escrito para a publicação. O consentimento informado para este propósito requer que seja mostrado a um paciente identificável o manuscrito a ser publicado. Os autores devem divulgar junto desses pacientes se algum material potencialmente identificável pode estar disponível na Internet, bem como na versão impressa após a publicação.

Detalhes de identificação não essenciais devem ser omitidos. O consentimento informado deve ser obtido se houver qualquer dúvida de que o anonimato possa ser mantido. Se as características de identificação forem visíveis, os autores garantir e os editores devem observar que tais alterações não distorcem o significado científico.

Quando o consentimento informado foi obtido, ele deve ser indicado no artigo publicado.

Ao relatar experiências em animais, os autores devem indicar se os padrões institucionais e nacionais para o cuidado e uso de animais de laboratório foram seguidos. Orientações adicionais sobre ética em pesquisa animal estão disponíveis nas recomendações do ARRIVE ( https://arriveguidelines.org/arrive-guidelines ).

Resultados de Ensaios Clínicos

A RPER apoia iniciativas que contribuam para uma melhor divulgação de resultados ensaios clínicos. Estas incluem o registo prospetivo de ensaios clínicos em bases de dados públicas adequadas. tendo por base as recomendações do ICMJE, a RPER exige o registo de todos os ensaios clínicos cujos dados sejam incluídos em trabalhos submetidos para publicação nesta revista.

O ICMJE adota a definição da Organização Mundial de Saúde de ensaio clínico, que é “qualquer estudo de investigação que prospectivamente atribua a participantes humanos, individualmente ou em grupo, uma ou mais intervenções relacionadas com a saúde, com o objetivo de avaliar os seus resultados relacionados com a saúde". Esta definição inclui ensaios das fases I a IV. O ICMJE define intervenções relacionadas com a saúde como “qualquer intervenção usada para modificar um resultado biomédico ou relacionado com a saúde” e resultados relacionados com a saúde como “qualquer medida biomédica ou relacionada com a saúde obtida em doentes ou participantes".

 

Registo de Ensaios Clínicos

O registo numa base de dados pública de ensaios clínicos é condição necessária para a publicação de dados de ensaios clínicos na RPER, em concordância com as recomendações do International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE, http://www.icmje.org). Os ensaios devem ser registados anteriormente ou no início do período de recrutamento de doentes. Os estudos puramente observacionais (aqueles em que a atribuição de uma intervenção de saúde não é do critério do investigador) não exigem registo.

O número de registo do ensaio clínico (TRN) assim como a data desse registo devem ser referenciados no final do resumo do artigo.

  

Registo das revisões Sistemáticas

Revisões sistemáticas devem seguir o protocolo PRISMA (http://www.prisma-statement.org/Protocols/) e devem fornecer o número de registo de protocolo na base de dados PROSPERO (https://www.crd.york.ac.uk/prospero/) ou similar.

 

Conflito de Interesse e Fontes de Financiamento

É considerado conflito de interesses quando o julgamento profissional sobre um interesse primário (como o bem-estar dos doentes ou a validade da investigação) pode ser influenciado por um interesse secundário (como por exemplo, ganho financeiro).

As relações financeiras correspondem aos conflitos de interesse mais facilmente identificáveis e têm maior probabilidade de prejudicar a credibilidade da revista, dos autores e da própria ciência. Contudo, os conflitos podem acontecer por outros motivos, como relacionamentos pessoais ou rivalidades, competição académica e crenças intelectuais.

Todos os participantes do processo de revisão por pares e publicação incluindo autores, revisores, editores e membros do conselho editorial da RPER - devem considerar seus conflitos de interesse ao cumprir as suas funções no processo de revisão e publicação do artigo e devem ainda divulgar todos relacionamentos que possam ser vistos como potenciais conflitos de interesse.

Os autores devem referenciar todas as fontes de financiamento ao estudo descrito e a sua influência na conceção do manuscrito ou na decisão de submissão para publicação. O rigor e a exatidão dos conteúdos, e ainda, as opiniões expressas são da exclusiva responsabilidade dos autores.

Os autores são obrigados a divulgar todas as relações financeiras e pessoais que possam enviesar o trabalho. Para prevenir ambiguidade, os autores têm que declaradamente indicar se existe ou não conflitos de interesse. Todos os autores devem completar e submeter o modelo de Declaração de Conflitos de Interesse (ICMJE Form for Disclosure of Potential Conflicts of Interest), disponível em http://www.icmje.org/conflicts-of-interest/. Essa informação será mantida confidencial durante todo o processo de revisão do manuscrito pelos revisores e não influenciará a decisão editorial, contudo será publicada se o artigo for aceite. Se não existirem conflitos, os autores devem mencionar esse facto.

 

Cronograma de Publicação

A periodicidade da RPER é semestral e números especiais que podem ser temáticos ou de eventos.

 

Política de Acesso Livre

Trata-se de uma revista de acesso aberto, o que significa que todo o conteúdo está disponível de forma imediata e gratuita, sem custo para o usuário ou sua instituição. Os usuários estão autorizados a ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou criar links para os textos completos dos artigos, ou usá-los para qualquer outra finalidade lícita, sem pedir permissão prévia do editor ou do autor. Isso está de acordo com a definição de acesso aberto da BOAI (https://www.budapestopenaccessinitiative.org/boai-10-translations/portuguese).

 

Arquivamento

Encontra-se em processo de finalização.

 

Fontes de Receita

Sendo uma revista de acesso livre, imediato e gratuito não cobra taxas de assinatura. As taxas para os autores são:

- Sócio da APER (quotas atualizadas):

Submissão de artigo: 50€

Publicação de artigo, após aprovação: 50€

- Não sócio da APER:

Submissão de artigo: 50€

Publicação de artigo, após aprovação: 100€

 

Atualmente não apresenta publicidade nas suas publicações.

A Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação é propriedade da Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação (APER) contando com o seu apoio institucional e organizacional. A APER é uma é uma associação sem fins lucrativos e atualmente não conta com funcionários remunerados e a maioria do seu trabalho assenta em voluntariado.

ISSN: 2184-3023      Identificadores:   Crossref logo   Crossref logo      Revisores:    

Indexado em: