PREVENÇÃO DE LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS NOS CUIDADORES INFORMAIS DE DOENTES DEPENDENTES NO DOMICÍLIO
HTML
PDF

Descritores

Enfermagem em Reabilitação
Doenças Músculoesqueléticas
Movimentação e Reposicionamento de Pacientes
Cuidadores
Ergonomia
Prevenção Primária

Categorias

Como Citar

1.
Matos MJ, Araújo C. PREVENÇÃO DE LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS NOS CUIDADORES INFORMAIS DE DOENTES DEPENDENTES NO DOMICÍLIO: Intervenção do enfermeiro especialista em Enfermagem de Reabilitação. Rev Port Enf Reab [Internet]. 30 de Junho de 2021 [citado 5 de Agosto de 2021];4(1):56-63. Disponível em: http://rper.aper.pt/index.php/rper/article/view/157

Citações

Dimensions

Resumo

Introdução: Prestar cuidados à pessoa com dependência pode ser extremamente difícil e desgastante a vários níveis, onde a sobrecarga inerente à movimentação manual do doente, poderá ocasionar má postura e consequentemente lesões músculo-esqueléticas, no cuidador informal.

As lesões músculo-esqueléticas, ao serem consideradas um problema de saúde multifatorial, tornam-se uma prioridade de atuação da Enfermagem de Reabilitação, onde os cuidadores informais de doentes dependentes no domicílio merecem especial atenção.

Esta pesquisa teve como objetivo capacitar os cuidadores informais de doentes dependentes no domicílio, para a aplicação das medidas preventivas de lesões músculo-esqueléticas, inerentes à execução da movimentação manual do doente dependente, no domicílio.

Metodologia: metodologia de projeto. O diagnóstico de situação realizou-se através de uma entrevista estruturada. Para a observação da aplicação de medidas preventivas de lesões músculo-esqueléticas, aplicou-se uma grelha de observação de comportamentos, com vinte itens, antes e após a realização de duas formações teórico-práticas sobre procedimentos preventivos de lesões músculo-esqueléticas, no contexto natural da prestação de cuidados.

Resultados: A amostra deste estudo foi constituída por dez cuidadores informais. Todos os participantes pertenciam ao género feminino, com idade média de 53 anos; 80% não possuíam sintomatologia músculo-esquelética antes de começar a cuidar; 100% não evitava esforços bruscos, nem a utilização dos músculos das costas e não executava exercícios de alongamento. Após sessões verificou-se a melhoria em relação a quinze dos vinte itens observados.

Conclusão: Este estudo realça a relevância da intervenção da Enfermagem de Reabilitação, na capacitação dos cuidadores informais de doentes dependentes no domicílio, na prevenção das lesões do sistema músculo-esquelético.

https://doi.org/10.33194/rper.2021.v4.n1.157
HTML
PDF

REFERÊNCIAS

1 - Hoeman SP. Enfermagem de Reabilitação – Prevenção, Intervenção e Resultados Esperados. 4th ed. Loures: Lusodidacta; 2011

2- Bustos, BC. Habilidad del Cuidador y Funcionalidad de la Persona Cuidada. Aquichan. Out 2006; 6(1): 137-147

3- Diniz, MAA, Oliveira CCL, Casemiro, FG, Melo BRS, Gratão ACM, Figueiredo LC, et al. Estudo Comparativo entre Cuidadores Formais e Informais de Idosos. Cien Saude Colet [serial on line] 2016 Nov) [cited 2018 Feb 25]. Disponível em: URL: http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/estudo-comparativo-entre-cuidadores-formais-e-informais-de-idosos/15954

4 - Trindade I, Almeida D, Romão M, Rocha S, Fernandes S, Varela V, et al. Caracterização do grau de sobrecarga dos cuidadores de utentes dependentes da Unidade de Saúde Familiar USF Descobertas. Port Med Geral Fam [serial on line] 2017. [cited 2018 Feb 25]. Disponível em: URL: http://www.scielo.mec.pt/pdf/rpmgf/v33n3/v33n3a03.pdf

5 -Costa, ÉCS, Pereira PD, Miranda RAP, Bastos VHV, Machado DCD. Sobrecarga Física e Mental dos Cuidadores de Pacientes em Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar das Estratégias de Saúde da Família de Diamantina (Mg).Baiana Saúde Púb [serial on line] 2013. [cited 2017 Apr 20]; 37 (1): 133-150.

6 - Peres MR, Brumati CJ, Arruda MF. Índice de Lesões Osteomusculares e sua Correlação com Distúrbios Posturais em Cuidadores de Idosos. Saúde e Pesquisa [serial on line] 2015 Jan-Ab. [cited 2018 Feb 25].

7 - Ordem dos Enfermeiros. Regulamento n.º 350/2015 - Regulamento dos Padrões de Qualidade dos Cuidados Especializados em Enfermagem de Reabilitação. Diário da República. 2015; II(119): 16655 – 16660

8 - Nunes L, Metodologia de Projeto – Coletânea Descritiva de Etapas. Percursos [serial on line] 2010 [cited 2017 Apr 20]; 15: 1-38. Disponível em: URL: http://web.ess.ips.pt/Percursos/pdfs/Revista_Percursos_15.pdf

9 - Fortin, MF. Fundamentos e etapas do processo de investigação. Loures: Lusodidacta; 2009

10 - Araújo F, Ribeiro JLP, Oliveira A, Pinto C. Validação do Índice de Barthel numa Amostra de Idosos não Institucionalizados. Port. de Saúde Púb [serial on line] 2007 [cited 2017 Apr 20]; 35: 59-66. Disponível em: URL: http://www.cdi.ensp.unl.pt/docbweb/multimedia/rpsp2007-2/05.pdf

11 - Ordem dos Enfermeiros. Guia Orientador de Boas Práticas: Cuidados a Pessoa com Alterações da Mobilidade - Posicionamentos, Transferências e Treino de Deambulação. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros; 2013

12 - Díaz-Álvarez JC, Rojas-Martínez MV. Cuidando al cuidador: efectos de un programa educativo. Aquichan [serial on line] 2009 Apr [cited 2017 Apr 20]; 9(1): 73-92. Disponível em: URL: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=74111465008

13 - Barreiras, CC. Cuidados ao Doente Crónico Dependente: Expectativas do Cuidador Informal face à Promoção e Educação para a Saúde Realizada pelo Enfermeiro. [Dissertação] Instituto Politécnico de Viana do Castelo – Escola Superior de Educação, 2013

14 - Lei n.º 100/2019. Diário República [serial on line]. 2019 [cited 20 Ap 09]; I(14): 3 - 16. Disponível em: https://dre.pt/application/file/a/124500807%20

15 - Despacho n.º 6429-A/2017. Diário República [serial on line]. 2017 [cited 2017 Dec 30]; II(142): 15406. Disponível em: https://dre.pt/home/-/dre/107744169/details/3/maximized?serie=II&parte_filter=31&day=2017-07-25&date=2017-07-01&dreId=107744125

Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0.

Direitos de Autor (c) 2021 Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação

Downloads

Não há dados estatísticos.
89 visualizações

eISSN: 2184-3023 | pISSN: 2184-965X         Identificadores:   Crossref logo   Crossref logo      Revisores:    

Indexado em: