Reabilitação da função respiratória na pessoa com Pneumonia bacteriana secundária ao Influenza a: Estudo de Caso
PDF
PDF (English)

Descritores

Exercícios Respiratórios
Pneumonia Bacteriana
Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Reabilitação
Relatos de Casos

Categorias

Como Citar

1.
Raposo P, Simão C, Pestana H, Mesquita AC, Sousa L. Reabilitação da função respiratória na pessoa com Pneumonia bacteriana secundária ao Influenza a: Estudo de Caso. Rev Port Enf Reab [Internet]. 6 de Dezembro de 2019 [citado 8 de Dezembro de 2022];2(2):53-64. Disponível em: https://rper.aper.pt/index.php/rper/article/view/138

Citações

Dimensions

Resumo

Introdução: Os meses de Outono e Inverno estão associados a um aumento da epidemia sazonal da gripe responsável por 3 a 5 milhões de casos de doença grave.  A sobre-infeção bacteriana secundária assume-se como a complicação mais frequente, com elevados índices de internamento. Aos enfermeiros especialistas em enfermagem de reabilitação são reconhecidas capacidades mediante um conjunto de intervenções terapêuticas para proporcionar a recuperação da pessoa portadora de patologia respiratória.

Objetivo: Identificar os ganhos em saúde sensíveis aos cuidados de enfermagem de reabilitação na otimização da função respiratória numa pessoa com o diagnóstico de pneumonia adquirida na comunidade por streptococcus pneumoniae secundária à infeção por Influenza A.

Método: Estudo de abordagem qualitativa, tipo estudo de caso. Consiste na utilização do processo de enfermagem, com recurso ao Padrão Documental dos Cuidados da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação. É apresentado o caso de uma pessoa idosa com alteração da função respiratória, necessitando de oxigenoterapia e capacidade de expetorar comprometida. Foram cumpridos os princípios éticos em investigação.

Resultados: Com a implementação do plano de intervenção constituído por quadro dias, foram verificados ganhos na redução da sensação de dispneia; redução do aporte de oxigenoterapia; redução da quantidade de secreções; melhoria na auscultação pulmonar do murmúrio vesicular.

Conclusões: Verifica-se que com a implementação de um plano de cuidados de enfermagem de reabilitação individualizado pode-se contribuir significativamente na promoção da recuperação da pessoa com patologia respiratória restritiva.

https://doi.org/10.33194/rper.2019.v1.n2.02.4581
PDF
PDF (English)

REFERÊNCIAS

Administração Regional de Saúde Lisboa e Vale do Tejo, I.P. Plano De Contingência Saúde Sazonal. Portugal: Autor; 2018.(Consultado a 20/02/2019) Disponível em: http://www.arslvt.min-saude.pt/uploads/writer_file/document/6505/ARSLVT_Saude_Sazonal_Modulo_Inverno_2018_2019.pdf

Kislaya I, Machado A, Gomez V, Mexia R. Utilização dos cuidados de saúde na presença de síndrome gripal: descrição das épocas 2011/2012 a 2016/2017.

Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge I.P.. Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe: Semana 4. Portugal: Autor; 2019. (Consultado a 20/02/2019); Disponivel em: http://www.insa.min-saude.pt/wp-content/uploads/2019/02/S04_2019.pdf

Fonseca S, Barbosa A, Melnikova Z, Silva C, Silva S, Alves V, Barreto JV. Pneumonias Pneumocócicas e Pneumonias por Influenza A: Estudo Comparativo. Medicina Interna. 2017 Jun;24(2):106-11.

Ordem dos Enfermeiros-Conselho de Enfermagem e Mesa do Colégio de Enfermagem de Reabilitação. Guia Orientador de Boa Prática: Reabilitação Respiratória. Lisboa: Autor. 2018. Consultado a 20/01/2019. Disponível em: https://www.ordemenfermeiros.pt/media/5441/gobp_reabilita%C3%A7%C3%A3o-respirat%C3%B3ria_mceer_final-para-divulga%C3%A7%C3%A3o-site.pdf

Santos A. 13º Relatório do Observatório Nacional das Doenças Respiratórias: Panorama das doenças respiratórias em Portugal 2018. Portugal: ONDR; 2018 (Consultado a 10/01/2019) Disponível em: https://www.ondr.pt/relatorios_ondr.html

Assunção RG, Pereira WA, Abreu AG. Pneumonia bacteriana: aspectos epidemiológicos, fisiopatologia e avanços no diagnóstico. Rev Inv Biomédica. 2018 Jul 31;10(1):83-91

Cordeiro M; Menoita E. Manual de Boas Práticas na Reabilitação Respiratória: Conceitos, Princípios e Técnicas. Loures: Lusociência. 2012.

Ferreira D, Santos A. Avaliação da Pessoa com Patologia Respiratória. In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017:167 – 180

Ordem dos Enfermeiros. Regulamento das competências comuns do enfermeiro especialista. Lisboa: Autor; 2010. (Consultado a 21/2/2019). Disponível em https://www.ordemenfermeiros.pt/arquivo/legislacao/Documents/LegislacaoOE/RegulamentoCompetenciasReabilitacao_aprovadoAG20Nov2010.pdf

Gomes B, Ferreira D. Reeducação da Função Respiratória. In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017: 253 – 262

Rodrigues C, Martins V, Munhá J, Branco C. Programa Nacional para as Doenças Respiratórias: Relatório de Análise da Capacidade Instalada de Reabilitação Respiratória nos Hospitais do Serviço Nacional de Saúde. Portugal: Direção Geral de Saúde. 2015.

Andrade SR, Ruoff AB, Piccoli T, Schmitt MD, Ferreira A, Xavier AC. O estudo de caso como método de pesquisa em enfermagem: uma revisão integrativa. Texto & Contexto-Enferm. 2017;26(4).

Nunes L. Considerações éticas: a atender nos trabalhos de investigação académica de enfermagem. Setúbal: Departamento de Enfermagem ESS; 2013. (Consultado a 20/02/2019). Disponível em: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/4547/1/consid%20eticas%20na%20investig%20academica%20em%20enfermagem.pdf

Assembleia do Colégio da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação. Padrão Documental dos Cuidados de Enfermagem da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros. 2014. (Consultado a 20/02/2019). Disponível em: https://www.ordemenfermeiros.pt/arquivo/colegios/Documents/2015/MCEER_Assembleia/PadraoDocumental_EER.pdf

Pereira, R. Enfermagem Baseada na Evidência: Um desafio, Uma Oportunidade. In C. Marques-Vieira; L. Sousa (Eds). Cuidados de Enfermagem de Reabilitação à Pessoa ao Longo da Vida. Loures: Lusodidata. 2017:101 – 111

Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0.

Direitos de Autor (c) 2019 Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação

Downloads

Não há dados estatísticos.

  Acessos ao Resumo    638
   
  PDF   1033
 
  PDF (English)   43